Professora da Uesc é reeleita presidente do Conselho Estadual de Educação

A professora Anatércia Lopes Contreiras, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), foi reeleita por unanimidade,esta semana, em Salvador, para mais um mandato como presidente do Conselho Estadual de Educação (CEE) da Bahia, para obiênio 2018-2020. De um colégio eleitoral formado por 24 conselheiros, a chapa encabeçada pela professora recebeu 23 votos. A vice-presidente é Mere Suely Rodrigues da Silva Oliveira.

 

Doutora em ciências sociais pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), Anatércia Lopes Contreiras é professora-adjunta da Uesc, onde já exerceu o cargo de diretora do Departamento de Filosofia e Ciências Humanas e coordenadora do colegiado do curso de ciências sociais. Além disso, é licenciada em estudos sociais pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). No Conselho Estadual de Educação atuou ainda como presidente da Câmara de Educação Superior.  


Já a vice-presidente Mere Suely Oliveira é graduada em pedagogia com pós-graduação em gestão educacional. Foi professora, vice-diretora, coordenadora e secretária municipal da Educação de Mutuípe. Exerceu a função de diretora-técnica da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime/Bahia) e atualmente é conselheira do CEE. Também exerce a função de conselheira do Conselho Estadual do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

 

As recém eleitas reforçaram na proposta de trabalho para o biênio que o plano de gestão está orientado pelo princípio da esperança. Segundo elas, “é importante projetar para o futuro com esperança, otimismo e disposição para a ação, buscando firmar compromisso com o processo de mudança e desenvolver uma atuação pautada na dedicação, comprometimento, responsabilidade ética e determinação. A gestão do CEE-BA dará continuidade e fortalecerá em sua rotina ações essenciais de participação, democratização, otimização de recursos, modernização, produtividade, transparência, credibilidade e publicidade”.