Absurdo

As lideranças do comércio de Ilhéus são extremamente competentes na hora de cobrar ações às gestões municipais. Elas chegam sempre recheadas de queixas sobre falta de investimento, a inexistência de um olhar cuidadoso com as áreas da cidade onde o comércio é forte. No entanto, o comércio fala uma coisa e pratica outra.

Neste feriado, caminhões a serviço de alguma empresa instalada no "Calçadão da Paranaguá" circulavam na área restrita a pedestres. Além do perigo natural, a área não é preparada para receber o peso dos veículos e, muito provavelmente, se não for hoje, o calçamento, um dia, irá ceder.

A pergunta é: quando isso ocorrer, quem vai pagar esta conta.

A população? Ou os chorões que não se olham no espelho?