Realizado mais um mutirão de ´Combate a Tontura´

Coordenado pelo professor/Msc. Renato Gonzaga Barreto, o curso de Fisioterapia da Faculdade Madre Thaís (FMT), realizaou mais um “Mutirão de Combate a Tontura”.

Desta vez, no salão da Igreja Presbiteriana, na Av. Litorânea, no Malhado, tendo como público alvo as pessoas com sintomas de tontura, desequilíbrio, zumbido, que suspeitassem ter “labirintite”.

Com a participação dos estudantes dos oitavo e nono semestre curso de Fisioterapia, da FMT, foram realizados testes vestibulares (exames para diagnóstico de “labirintite”) e reabilitação labiríntica (tratamento) em mais de 30 pessoas.

Além de uma ação voltada para a responsabilidade social da instituição de ensino superior, trata-se da preocupação dos docentes e discentes do curso de Fisioterapia com o que pode ser um sinal de alerta para graves problemas de saúde. “A tontura é uma das queixas mais frequente do ser humano e  representa um desafio para muitos médicos,” alerta o professor e fisioterapeuta Renato Barreto.

Por se tratar de uma realidade preocupante, pois pode levar a desequilíbrios e quedas, a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF), por meio do Departamento de Otoneurologia criou o “Dia da Tontura”, em 22 de abril, incentivando a realização de diversas ações no país.