Itacaré coloca pontos extras de vacinação contra a gripe

Com a proposta de aumentar cada vez mais o número de pessoas imunizadas contra a Influenza – o vírus da gripe, a Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Saúde, está colocando pontos extras de vacinação em diferentes pontos da cidade. Além do atendimento na Unidade Básica de Saúde da rua João de Souza e no Posto de Saúde de Taboquinhas, até esta quarta-feira também estará ocorrendo a imunização no Posto de Saúde do bairro da Passagem. E nesta terça-feira será colocado um ponto de vacinação na Praça do Fórum, no centro da cidade.

A campanha de vacinação em Itacaré vai até o dia 1º de junho e a meta é imunizar 90 por cento do público alvo mas para isso é preciso que as pessoas que fazem parte desse grupo prioritário compareçam aos postos de vacinação. A vacina é destinada a idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A equipe da Secretaria de Saúde de Itacaré refirma que pessoas com doenças crônicas (como o diabetes) e outras condições clínicas especiais também devem receber a vacina. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no posto de saúde. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS)devem procurar os postos de saúde em que estão registrados para ganhar a dose, sem a necessidade de receita.

A vacina desse ano tem a possibilidade de proteger contra três tipos de vírus da gripe: o Influenza A, nas variações H1N1 e H3N2 e influenza B. Dentre as principais ações que devem ser feitas para evitar a contaminação pelo vírus Influenza A H1N1 estão a preocupação de lavar sempre as mãos, principalmente após tossir e espirrar, utilizar lenços descartáveis, deixar o ambiente sempre ventilado, cobrir boca e nariz sempre que espirrar ou tossir, não tocar na região dos olhos, nariz e boca sem que a mão esteja limpa, não compartilhar objetos de uso pessoal, como garrafas, copos e talheres, evitar contato com pessoa doente, evitando abraços, beijos e apertos de mão e evitar aglomerações em épocas em que o número de casos da doença for alto.