Prefeitura e MPT formam primeira turma do Projeto Jovem Social

As parcerias entre a Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia, Ministério Público do Estado e do Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee), possibilitaram a formação da primeira turma do “Projeto Jovem Social: despertando potenciais para o mercado de trabalho”. A proposta nasceu com o objetivo de capacitar os jovens, estimular suas habilidades e promover a inclusão no mercado de trabalho, de acordo com a Lei da Aprendizagem. Os jovens participantes fazem parte da do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas).

A cerimônia de entrega de certificados aos alunos será realizada nesta quinta-feira (10), às 16 horas, auditório da Justiça Federal, localizado na Rua Ministro José Cândido, 80, no Centro de Ilhéus. Durante o evento, os participantes poderão conferir a mostra de fotografias produzida pelos alunos durante o curso. Segundo os articuladores, o projeto de educação profissional para jovens em estado de vulnerabilidade social, visa ainda ampliar as oportunidades no mercado de trabalho por meio de capacitação técnica, potencialização das habilidades, estímulo ao empreendedorismo e geração de renda.

Por sua vez, a SDS informou que os cursos ofertados visam promover aos alunos, conhecimento técnico para incentivar o ingresso no mercado de trabalho de forma autônoma, rentável e segura. Ao todo, 38 adolescentes participaram dos cursos profissionalizantes de Iniciação a fotografia; Informática Básica; Cabeleireiro, Corte e Escova e Produção Artesanal de Sabão e Sabonete. Totalizando quatro cursos com 800 horas aula. O projeto Jovem Social conta com o apoio de entidades como a Associação Padre Paulo Tonucci e o Abrigo Feminino Renascer.