Faculdade Madre Thaís promove o Dia de Combate a Tontura

Em algum momento, provavelmente, você já tenha se sentido tonto ao sentar, ficar em pé bruscamente, ao andar de ônibus ou realizando algum movimento com a cabeça. Esses episódios podem ser considerados comuns e normais, mas há situações em que o sintoma pode ser um sinal de alerta para algo mais grave. É importante procurar um profissional especializado caso a instabilidade se tornar frequente.

De acordo com a professora/Drª Karla Rocha Carvalho Gresik, coordenadora do curso de Fisioterapia da Faculdade Madre Thaís (FMT), as tonturas são a terceira queixa mais comum em consultórios e ambulatórios. “Uma realidade preocupante, pois pode levar a desequilíbrios e quedas”.

Atenta a essa realidade o curso de Fisioterapia da FMT, vai realizar o “Dia de Combate à Tontura”. A ação que inclui responsabilidade social e preocupação com o que pode ser sinal de alerta para problemas graves, vai acontecer no dia 20, na Praça J.J.Seabra, no período da manhã.

As atividades relacionadas ao “Dia de Combate à Tontura” na FMT estão sendo coordenadas pelo professor/Msc. Renato Gonzaga Barreto em sintonia com a “Semana da Tontura”, uma campanha realizada pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF), por meio do Departamento de Otoneurologia.

Com o lema “Para de falar labirintite”, a campanha tem como objetivo destacar que a tontura é um sintoma que pode ser atrelado a diversos diagnósticos e não somente à labirintite, como muitos acreditam.