Juventudes, livros e zaps viram tema de debates na Flios

Mesas Literárias, Oficinas Culturais, Feira de Livros, Exposições, Prêmio Literário e Saraus litero-musicais. Atrações garantidas para quem for prestigiar a terceira edição do Festival Literário de Ilhéus (Flios). A programação é variada, com oficinas literárias, bate-papos com escritores locais e nacionais e venda de livros. O tema do evento, que acontece entre 15 e 18 de maio, é “Leituras democráticas: juventudes, livros e zaps” que vai debater sobre a importância da literatura, visando fortalecer as políticas públicas do livro por meio do estímulo às práticas da leitura. A realização é da secretaria municipal da Cultura (Secult), Academia de Letras de Ilhéus, Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc)/Editus e Fundação Pedro Calmon.

De acordo com a coordenação, este ano, a Flios ficará dividida entre a Biblioteca Pública Adonias Filho e o Teatro Municipal de Ilhéus (TMI). “A proposta do evento é o interesse no fomento da cultura da leitura e a criação musical na cidade e por isso, é aberto ao público. Os espaços escolhidos trazem um simbolismo ainda maior, valorizando ainda mais as iniciativas voltadas para o livro, a leitura e as diversas formas de acessar conhecimento, o que permite aos participantes pensarem novos caminhos e imaginarem novos mundos”, argumenta o secretário municipal da Cultura, Pawlo Cidade.

Leitura e prática social – O secretário disse ainda que o festival irá reunir ainda dois grandes eventos do livro: o III Festival Literário de Ilhéus e a VI Feira Universitária da Uesc. “Já estão confirmadas a participação de várias caravanas de cidades vizinhas, além de livreiros, autores, editoras, estudantes e professores que vão potencializar as diretrizes que fundamentam a leitura como prática social. Teremos também, Oficinas Culturais, Poesia Visual, Produção Textual e Contação de História. Aqui, a literatura é trabalhada como um instrumento de mediação para abordar temas importantes na sociedade contemporânea”, acrescenta Cidade.

Seguindo o cronograma das atividades, a Secult informa que o lançamento oficial contendo toda a programação, será no dia 17 de abril. Voltado para o livro, o festival Literário de Ilhéus foi idealizado no início de 2015 e é voltado a leitura e as diversas formas de acessar conhecimento, alinha-se as práticas políticas de promoção e difusão de informações da Fundação Pedro Calmon, da Secretaria da Cultura de Ilhéus e das demais instituições parceiras envolvidas na proposta.