Hospital de Ilhéus começa a atender urgência e emergência pediátrica pelo SUS

A estudante Tainara Francine é mãe do pequeno Pedro Henrique, de dois anos. Ela chegou cedo ao Hospital de Ilhéus. Muito preocupada, a jovem conta que depois do anúncio da reforma do Hospital Regional Luiz Viana Filho, temia que seu filho ficasse sem cuidados médicos. “Meu filho estava internado no Regional, então, pensei que ele não poderia ser transferido. Graças a Deus o município conseguiu um hospital muito bom e isso é o que importa”, avalia. Tainara é uma das mães que a partir de hoje (12), podem contar com os serviços de consultas ambulatoriais e de urgência pediátrica, além de internação em enfermarias a pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), 24 horas.

A ação faz parte de um conjunto de medidas anunciadas pelo prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre e o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, enquanto o Hospital Regional for reformado para, em breve, ser reaberto como um moderno hospital materno infantil de alta complexidade, com UTI Neonatal. Ao todo, o investimento anual tem o custeio da ordem de R$ 5,2 milhões de reais para a prestação destes serviços.

Atendimento funciona – Tranquilidade também para Nilzete Santos de Jesus. Ela relata que ao perceber que seu filho apresentava febre e vômito, tratou de se dirigir ao Hospital de Ilhéus. “Cheguei há alguns minutos e já fui atendida. O atendimento realmente funciona. Já pensou eu voltar para casa com meu filho do jeito que chegou? Iria ser ruim né! Lá, no Regional, funcionava, embora, o atendimento não era tão bom assim, mas espero que depois desta reforma, fique melhor”, opina.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, disse que no início do seu governo pesquisas apontavam uma rejeição de 87% da população aos serviços de saúde prestados pelo município. “Para fazer as mudanças é preciso fazer alterações e para fazer essas alterações e reestruturar a saúde, é preciso ter coragem e investir em infraestrutura física e em atendimento, para Ilhéus deixar de ser exportadora de doentes”, destacou o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre.

O diretor do Hospital de Ilhéus, Jorge Viana, informa que o Hospital de Ilhéus é referência em saúde na Bahia e está preparado para os fluxos de atendimento em conformidade com o contrato firmado com o Governo do Estado. “O hospital possui a infraestrutura para atender as crianças e adolescentes, inclusive com internamento. “Sendo assim, o município garante mais segurança e qualidade no atendimento pediátrico em um dos melhores hospitais da Bahia”, destaca.

Atendimento digno – A secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira ressaltou que as crianças atendidas pelo Luiz Viana, já foram transferidas para a entidade privada. “A população de Ilhéus terá um atendimento digno e de qualidade”, assegura a secretária. De acordo com a titular da saúde, o tempo de espera na unidade contratada será por classificação. Ela acredita que “nos casos com maior gravidade, este atendimento será de imediato. Já os casos ambulatoriais, vai precisar de um pouco mais”, informa.

Elizângela disse ainda que os atendimentos com foco em ortopedia, a secretaria municipal de Saúde (Sesau) vai colocar os médicos de sobreaviso. “As crianças que necessitarem de atendimento de fratura, serão encaminhadas para o Pronto Atendimento (PA), da Zona Sul”, acrescenta. Além do Hospital da Costa do Cacau, a Policlínica da Conquista já está em reforma, para ser transformada no quarto pronto atendimento médico SUS 24 horas da cidade.

Na última semana, a Prefeitura começou, com recursos próprios, as obras de reforma e ampliação do posto de saúde do bairro Hernani Sá (Urbis). Outros nove postos serão reformados na cidade. Além destes, mais sete postos serão reformados através de convênios federais. Emendas impositivas conseguidas junto a deputados federais que foram votados em Ilhéus, para custeio da saúde. Os investimentos incluem ainda a construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), com caráter regional, no Malhado.