Prefeito diz que boa relação com Rui garante investimentos sonhados por Ilhéus

As boas relações estabelecidas com o governador da Bahia, Rui Costa, e o diálogo de respeito em defesa dos interesses dos ilheenses e da população do sul da Bahia, foram destacados hoje (1) pelo prefeito Mário Alexandre, ao elogiar os resultados da missão internacional que o governador faz à China. Hoje Rui assinou, em Pequim, memorando de entendimento com cinco empresas chinesas e a Bahia Mineração (Bamin) para financiamento do projeto do Porto Sul, que será implantado no município de Ilhéus.  Também integram o acordo ações que visam a execução da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol).

“Ilhéus está feliz. Aposta firmemente que fruto desta relação cordial, amigável e profícua, os seus interesses saiam do papel e contribuam para o desenvolvimento social e econômico de sua gente”, afirmou Mário Alexandre. O prefeito de Ilhéus lembrou que, também, fruto desta sinergia entre Prefeitura e Governo da Bahia, a cidade recebeu recentemente uma Missão Chinesa que estuda investimentos na ZPE e estabeleceu laços de interesses culturais e comerciais com a cidade de Tianjin, conhecida como a “terra da ZPE na China”.

No documento assinado hoje, está estabelecido que o Governo do Estado, as empresas chinesas e o Eurasian Resources Group, acionista da Bahia Mineração, “desejam cooperar para o desenvolvimento totalmente integrado do projeto do Porto Sul, da Fiol e da mina Pedra de Ferro”. Ainda de acordo com o documento, a participação em grupo de investimento para financiar o desenvolvimento dos projetos será liderada pelo consórcio chinês formado pelas seguintes empresas: China Railway Group Limited; China Communications Construction Company Ltd; Minmetals Development Co. Ltd; Shougang Fushan Resources Group Limited; e Dalian Huarui Heavy Industry Group Co. Ltd.

Essas empresas orientais são de diversos ramos de atuação, como siderurgia, construção civil e mineração, e fecharam um cronograma de atividades com a Bahia Mineração envolvendo prazos para execução dos trabalhos.

Com investimento de R$ 2,7 bilhões, o Porto Sul será construído no Litoral Norte de Ilhéus, na região de Aritaguá. O empreendimento já tem todas as licenças necessárias para o início da obra, como as licenças prévia e de instalação, além da autorização para supressão de vegetação, emitidas pelo Ibama.

No Porto Sul serão embarcados o minério de ferro explorado no sudoeste baiano, além de grãos do oeste do estado que chegarão ao Porto pela Fiol. A ferrovia está em construção e terá extensão de 1.527 quilômetros, sendo 1.100 quilômetros na Bahia, com trecho de Ilhéus a Figueirópolis, no Tocantins.