Colo Colo afunda na incompetência do presente a uma semana dos seus 68 anos

Falou respeito à tradição do bom futebol
Arquivo Pessoal/Maurício Maron

No futebol há exceção. Mas a regra é clara. Se a diretoria é incompetente, em geral, o futebol do seu time é medíocre. Este ano, o Colo Colo foi esta somatória de erros no campeonato baiano. Hoje, ao deixar o campo de jogo do estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista, o Colo Colo de Ilhéus registrou mais uma página negativa em sua história. A dois anos de completar 70 anos de fundação e a sete dias de mais um aniversário, um dos mais importantes times do interior da Bahia caiu, mais uma vez, para a segunda divisão do campeonato baiano. Precisava vencer para escapar do rebaixamento, terminou derrotado pelo time da casa: 2x1.

O Colo Colo nem de longe foi o time que a torcida gosta de ver. Este campeonato, quem mais jogou no ataque do clube foi sua diretoria. Atacou tanto ex-dirigentes que esqueceu de contratar bons jogadores. Admitiu brigas internas entre jogadores e comissão técnica até por conta de um picolé não autorizado na sobremesa. Viu a assessoria de imprensa retirar o site oficial do clube do ar por que deu calote ao profissional da área. Entrou na competição criticando o "amadorismo" dos gestores anteriores, mas conseguiu ser mais amador do que todos eles juntos.

De volta à segunda divisão, agora é esperar para ver se o tigre tem forças suficientes para voltar à elite. Ou se aposenta, de vez, o uniforme de tantas glórias no passado.

pompy wtryskowe|cheap huarache shoes| bombas inyeccion|cheap jordans|cheap air max| cheap sneaker cheap nfl jerseys|cheap air jordanscheap jordan shoes